Faça login

Associar-se

Recuperar senha

Para redefinir sua senha, você deve informar o seu e-mail cadastrado no angrad.org.br

Noticia

4 de março de 2020

Seis passos para escrever um artigo científico de qualidade

Profª. Drª. Carolina Machado Saraiva (*)

Escrever um artigo científico é o sonho de muitas pessoas, pois é uma forma importante de comunicar aos pares os achados de suas pesquisas e seus pensamentos acadêmico/científicos sobre algum tema. Além disso, a publicação científica tem o objetivo de contribuir para o refinamento das ciências, esclarecendo questões ainda em debate, reforçando modelos existentes ou propondo novos.

O processo de redação do artigo científico é árduo, pois a ciência é bastante rigorosa. No entanto, existem erros simples que as pessoas cometem e que acabam comprometendo a aprovação do texto. Assim, seguem algumas dicas sobre redação de artigos científicos:

Garanta que seu texto tenha um propósito claro, explicitado já no resumo e na introdução. Pense que uma pessoa pegará seu texto e, ao passar o olho por ele, procurará entender o porquê ela deveria persistir na leitura dele. Ou seja, qual a contribuição do seu texto? Em que ele avança ou com quem ele debate cientificamente? Os resultados da pesquisa são a “cereja do bolo” de seu texto? Se sim, isso está bem evidenciado logo na introdução?

Tenha certeza de que seu referencial teórico fez uma boa varredura do campo científico, em especial, destacando os estudos iniciais sobre o tema e os de vanguarda. Além disso, é importante você explicitar com quais pesquisas/autores seu texto debate, seja em conformidade ou contraposição aos estudos analisados.

Ainda sobre a referência teórica, segue uma dica que muita gente deixa passar: você sabe localizar seu estudo na agenda de pesquisas existente sobre o tema? Frente às pesquisas nacionais e internacionais, seu estudo se aproxima ou afasta de quais? Você deixa explícito que são os grandes centros de pesquisa sobre o tema e quais são os principais pesquisadores?

Na metodologia é importante descrever todo o procedimento, o mais detalhadamente possível, para que os leitores possam compreender o que foi feito e como os autores desenvolveram a análise dos dados. Muita gente é sucinta na metodologia e na sessão seguinte (análise dos resultados), apresenta um monte de informações. Se a origem dessas informações não foi claramente especificada na metodologia, fica difícil corroborar o estudo.

A análise de dados deve ser descritiva, partindo-se dos dados para as inferências realizadas pelos autores. Tais devem sempre ser baseadas nas teorias exploradas no capítulo do referencial teórico. Assim, deve-se evitar citar teorias supérfluas que não servirão de apoio para a análise dos dados.

Por fim, uma coisa que faz com que muitos artigos sejam reprovados: desatenção às normas de formatação dos textos. Veja que o evento especifica, claramente, como deve ser apresentado o texto em termos de sua formatação, tamanhão, capa, fonte, etc. Muitas pessoas passam por cima dessas orientações e têm seus textos reprovados. Imaginem você perder a oportunidade de publicação, porque não seguiu as normas especificadas?

(*) Carolina Machado Saraiva é professora da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e membro da Comissão Científica do ENANGRAD, na área de Ensino, Pesquisa e Capacitação Docente em Administração.

Leia também:

Veja como retirar informações ocultas de seu artigo

CHAMADA DE TRABALHOS – ENANGRAD – prazo vai até 15/4